Tamanho do texto: A-A+

Vereador cobra agilidade nos compromissos assumidos pela COMPESA

Geraldo Filho

 

José Geraldo Gomes de Araújo Filho (PTC), reiterou a solicitação a Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA que envie um mapeamento dos Bairros da Vitória de Santo Antão que têm tratamento de esgoto, em razão da Companhia ter informado na Audiência Pública realizada no último dia 04 de abril na Câmara Municipal que 35% do esgoto da cidade é tratado.

 

O parlamentou lembrou que sua cobrança segue desde fevereiro de 2013 quando através do Requerimento de n° 23/13 formulou apelo a Hermes José da Costa – Gerente de Unidade de Negócios Mata Sul da Compesa, no sentido de agilizar meios para o melhoramento no abastecimento d’água de Vitória de Santo Antão.

 

“A população vitoriense vem sofrendo há bastante tempo com o racionamento d’água, haja vista que o abastecimento em alguns Bairros é de aproximadamente 21 a 30 dias, prejudicando enormemente as pessoas de menor poder aquisitivo por não ter um reservatório satisfatório que possa armazenar o precioso líquido, além de não poder comprar água de caminhões-pipa”, sustentou Geraldo Filho.

 

Durante a audiência sobre o racionamento d’água e do esgotamento sanitário, os representantes da Compesa admitiram que aguardam os investimentos do Governo do Estado para minimizar a difícil situação do abastecimento em Vitória e informaram que a cidade realmente sofre com o tratamento do seu esgoto, quando só 35% detém saneamento básico. “É importante a sociedade vitoriense tomar conhecimento oficialmente de onde a rede de esgoto passa, para que esta Casa possa tomar as medidas cabíveis sobre este insuficiente tratamento de dejetos”, cobrou.

 

PRAÇAS

 

O Vereador Geraldo Filho (PTC), solicitou também ao Prefeito Elias Lira (PSD), as reformas e revitalizações das Praças Padre Félix Barreto (no Livramento), Leão Coroado (Centro), e a Praça 03 de Agosto (defronte a Câmara Municipal).

 

A solicitação se deu através das Secretarias de Obras e de Infraestrutura do Município, para agilizar meios de elaborar os respectivos projetos de reforma destas Praças. “Elas representam espaços de lazer estratégicos para o Centro Comercial de Vitória e detém um traço histórico bastante presente na municipalidade. A situação destas praças é precária e cabe uma intervenção do Poder Público”, alertou. (LN).

 

 

Compartilhe esta notícia

24
abril 2013
Comentários: 0 Visualizações:1.803