Tamanho do texto: A-A+

Sandro da Banca cobra respeito do IML para as vítimas fatais em Vitória

sandro da banca

 

Os problemas da violência urbana em Vitória de Santo Antão estão se acentuando e os homicídios estão virando palco de espetáculo de dor e humilhação. Foi com esta denúncia na última quinta-feira (7) que o vereador Alecsandro Amâncio Pereira (PTC), conhecido por Sandro da Banca, cobrou através de Requerimento algumas medidas emergenciais por parte da Secretaria de Defesa Social, sobretudo do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML).

 

O parlamentar reclamou na sessão, dos serviços prestados pelo IML na região, ao lamentar que famílias do município enlutadas têm de enfrentar muitas horas de espera por uma perícia no local do crime e também na demora pela liberação do corpo de vítimas de crimes ou acidentes.

 

“Temos observado que quando a morte é por causas externas, crime ou acidente, os corpos ficam expostos em via pública por horas à fio. Independente do caso, estamos tratando de seres humanos que não devem passar por este tipo de humilhação. Merecem um mínimo de respeito”, disse o vereador, em referência ao procedimento de que o corpo da vítima tem que aguardar a chegada da equipe vinda do Recife, fazendo com que  a família espere muitas horas pela liberação.

 

“Se faz necessário encontrar uma melhor solução para o procedimento em Vitória de Santo Antão. Isso é uma irresponsabilidade”, protestou Sandro da Banca, que solicitou o envio do ofício ao órgão.

 
Na oportunidade, Sandro da Banca questionou que a entrada da cidade às margens da rodovia BR 232 é precária. “Não temos uma entrada para a cidade de Vitória na condição que lhe cabe, como um município importante historicamente e economicamente”, lamentou. Apelou ao Prefeito de Vitória que se digne em fazer um projeto que contemple na melhoria do acesso e na reformulação urbanística daquela área. (LN)

 

 

 

Compartilhe esta notícia

11
março 2013
Comentários: 0 Visualizações:2.066